COMO CUIDAR DAS FACAS- JOÃO ISIDRO

E depois de comprada uma faca, como cuidar?
Tenha ela custado 1,10, 100, 1000 ou 10.000 EUR

Se se tratar de uma faca com elevado valor de aço carbono,esse cuidado tem de ser triplicado e neste caso deve-se hidratar a lâmina com uma qualquer gordura.  A mais famosa e histórica, desde os Samurais, segundo se diz, é o óleo de semente de Camélia. Esta limpeza deve feita sempre com a lâmina limpa. Se tiver uma faca com punho de madeira hidrate-o de vez em quando, também.
Nunca, mas nunca coloque a faca na máquina de lavar, porque a festa que ocorre lá dentro pode fazer com que as lâminas choquem,umas contra as outras, danificando-as. Para além disso, os químicos dos detergentes podem também danificar a lâmina, por serem extremamente abrasivos.  Ao lavar à mão nunca se deve usar a parte abrasiva do esfregão, risca a lâmina. Também se devem usar detergentes neutros.
Nunca use a faca contra vidro ou uma base de pedra porque o vidro e a pedra são mais duros que a lâmina, logo podem danificá-la, o…

EUSKALDUNA ENGANA

O Euskalduna é um restaurante discreto que funciona à porta fechada. Actualmente atravessa um bom momento (espero que seja  por muitos anos ) , fui perceber o porquê e fui enganado.

Passa uma imagem ao exterior como bom restaurante e afinal...  é um excelente restaurante.
Quem comanda o dia a dia nos fogões é o Vasco Coelho Santos, chefe e proprietário, entrevistado por mim há 3 anos atrás VER.
O menu não é fixo.
Um dos factores que mais me entusiasmou foi o facto de poder estar a assistir a todo o serviço.
Uma experiência no verdadeiro sentido.
Não venho aqui fazer qualquer tipo de julgamento público,muito menos apreciações técnicas aprofundadas-essa parte deixo para os ditos foodies, "especialistas " de todos os assuntos possíveis e imaginários.




Lapso meu: Não fotografei o folar transmontano, nem os petits-fours. O folar era um caracol folhado, cheio de sabor,  em dose reduzida mas suficiente. Nos petits-fours o que me chamou mais à atenção foi a goma de alho, um dente de alho que virou goma, muito criativo e surpreendente.


Texturas de algas, tártaro de corvina.
Intenso qb, com os olhos fechados quase conseguia ouvir o grasnar das gaivotas.

Língua de borrego, kumquats e trevo
Sabores quentes e sabores frescos ,ligações improváveis - de lamber .

Choco, caldo de choco, avelã (óleo)
Muito suave e sóbrio.

Gamba, manga e crumble gelado de caril
Várias temperaturas, várias intensidades = óptimo produto final 

Cavala,Pepino,  cebola e Gin
Um prato fresco,suave e diferente.Depois da primeira garfada ou colherada, não me lembro bem,  percebi o porquê de ainda continuar na carta desde o início. 


Taínha, escabeche,caldo de vitela
A tainha estava levemente cozinhada, não totalmente cozinhada (eu e muitos mais cozinheiros agradecemos a coragem )

Peixe galo, açorda de ovas, caldo escuro de peixe,óleo de coentros e limão
Açorda saborosa,caldo muito bom, e o peixe no ponto como dá para ver pela foto.

Robalo, sumo de couve, couve grelhada,pickle de rabanete, trevo,
robalo no ponto, as várias texturas de couve não abafavam o sabor do peixe.

Rabo de boi, salada acelgas,mizuna,rabanetes,kumquat,kimchi
Salada ligeiramente picante,leve e crocante, o rabo estava bem cozinhado e o molho da peça estava bem equilibrado.

Porco, puré de aipo assado, couve ao vapor
Puré cremoso, couve bem cozinhada, num ponto irrepreensível, como eu gosto,  a carne tinha um leve sabor a carvão, o que a tornou ainda mais apetitosa. 

Pão de trigo
Produzido internamente todos os dias para o serviço.

Cremoso de yuzu, sorbet de folha de lima e outros citrinos. Esta sobremesa resulta de um projecto que o restaurante está a desenvolver com o "Lugar do Olhar Feliz".
Muito fresca. Cumpriu a 100% o seu papel.

"Dom Rodrigo" Batata doce, gema a baixa temperatura
Muito menos doce que a versão original.





A rabanada mais famosa da cidade,desfilou e bem pela expectativa gelada da serra.



Um detalhe, uma oferta.
Afinal os bons restaurantes são construídos com/de detalhes,certo?



Livro do aniversário do restaurante que me foi gentilmente oferecido por Vasco Santos.
Não está à venda e provavelmente este foi o último.






Menu assinado pela equipa para a despedida com um bilhete de regresso já ali, do outro lado.

Muito obrigado a todos.

Nota importante : paguei a conta.