PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU, SANTIFICADO SEJA O VOSSO..

Digamos que, em pleno séc. XXI, o tema «Motivação» continua a ser tabu. Para espanto ou desagrado do leitor este continua a ser um debate que estremece os grandes velhos do Restelo, de sorriso amarelo. 
“Gosto de falar no plural, eu e a minha equipa“ ou "não me posso esquecer da minha equipa, eles são o mais importante para mim" estescontinuam a ser dos jargões mais utilizados para agrado das revistas cor-de-rosa e consequente vénia dos transeuntes menos informados, cá do burgo. A ironia está lá sempre, disfarçada por entre algumas patacoadas nervosas. Por cá, do outro lado da civilização menos representada, embora mais representativa, existe um certo desprezo para com essas lindas frases (lindas mesmo!) , porque na prática, sabemos que se resume (na maior parte das vezes) a um mero SLOGAN político. Nos casos mais sensíveis uma lágrima pode cair do canto do olho, mas depois passa. 
Mas afinal o que é isso de motivação ? Pagar uma bifana e uma palmadinha nas costas? Não. Um sor…

Chefe Henrique Leis

    " Henrique Leis, chefe brasileiro, nasceu no Maranhão. Depois de ter passado por todos os sectores da restauração foi na cozinha que encontrou a sua verdadeira vocação. Tudo começou com a consultora gastronómica Margarida Nogueira, por quem nutre profunda gratidão, pois foi a primeira a lhe oferecer, em 1982, a oportunidade de trabalhar como chefe de cozinha no seu restaurante “Bem Feito”, no Rio. Desde então teve a oportunidade de trabalhar com os melhores chefes europeus, como Paul Bocuse, Pierre Troisgros, Guy Savoy, Gaston Lenôtre e Pierre Gagnaíre. Passou por Itália, Alemanha e outros países, mas foi em Portugal, no Algarve que realizou o seu grande sonho de abrir o próprio restaurante, em 1993. No ano 2000 foi agraciado com a consagração máxima para um chefe de cozinha, recebendo uma estrela no guia Michelin. Desde então, tem mantido a excelência da sua cozinha, marcadamente pessoal e com profundas raízes francesas, garantindo a estrela Michelin por 15 anos consecutivos, até aos dias de hoje. Na sua cozinha destacam-se as cores vibrantes, a sua visão, criatividade e extraordinário rigor. Intimamente cosmopolita, sincera, contemporânea e sem nostalgia, procura exercer a sua liberdade sem esquecer os valores de base, como o respeito pelo produto, seja ele nobre ou menos nobre. Uma cozinha que exalta a elegância e a importância dos pormenores." Fonte:www.henriqueleis.com


Já mantém a estrela desde o ano 2000, com certeza não é fácil. Quais são os principais desafios/dificuldades?

Procuro sempre inovar.... mas sem fugir as regras de base, faço uma cozinha com raiz francesa.  As maiores dificuldades são sempre com o pessoal, hoje tenho uma equipa sólida que já está comigo há vários anos, isso facilita muito o trabalho

Quantos cozinheiros fazem parte da sua equipa?
Somos 6 pessoas na cozinha,actualmente.



Fonte:verportugal.net
Quais são as três principais características que um cozinheiro deve ter para trabalhar consigo?


humildade, gostar do que faz e seguir as regras da minha cozinha


Já trabalhou com vários mestres, tais como: Paul Bocuse, Pierre Gagnaire, Pierre Troisgros, Gaston Lenotre. De todos, qual foi o mais marcante para si?


Todos são grandes chefs, mas o mais marcante foi Paul Bocuse, sem sombra de dúvida


Quais são, para si, as principais diferenças entre Portugal e França relativamente à hotelaria/restauração? 

Em França respira-se cozinha por todos os lados...Portugal está em evolução...está no bom caminho.


Porquê o Algarve e não a sua terra natal Maranhão (Brasil), Alemanha ou Itália?


Gostei do Algarve, bom clima, bom peixe, boas pessoas.... e aqui  decidi construir família.




Portugal de 1993 é muito diferente do Portugal de 2015 no que à restauração diz respeito?


Sim, muito diferente, hoje temos tudo de todo o mundo, em 1993 tudo era muito difícil.

Restaurante Henrique Leis, Algarve
Fonte:expresso, guia boa cama boa mesa



A sua base é francesa. Utiliza alguns dos “novos” produtos (Agar, Xantana) para alguns melhoramentos/inovações ou mantém as técnicas da cozinha clássica a 100%?  

Sim, utilizo todos esses produtos e técnicas modernas, mas sem deixar de lado as técnicas da cozinha clássica 


O que o inspira?

Tudo pode servir de inspiração,.... uma loiça, um produto no mercado....não há  regras para criar um prato...

Lagosta de Sagres,crocante de tinta de choco.
Fonte:Mesadochef




Villa JoyaVila VitaWillies são estabelecimentos estrelados muito próximos geograficamente de si. Existe união?
Costumam trocar encontrar-se regularmente?
Apesar de estarmos próximos encontramo nos pontualmente.

Chefe Henrique Leis,o segundo da esquerda para a direita,Tribute To Claudia 2012,Vila Joya.
Fonte:Publico





Na sua opinião, Portugal está no bom caminho para se afirmar mundialmente como um destino de excelência gastronómica?

Portugal já é um destino de exelência gastronomicamente.



Estará Portugal bem entregue à nova geração? 

Sim, cada vez mais bem entregue... os jovens só  tem que ter o cuidado em não cair na tentação do  exagero...

Chefe Henrique Leis ao centro.
Fonte:henriqueleis.com