CRIATIVIDADE (IN)CONSCIENTE

Publicado originalmente no ETASTE
Surge de forma consciente ou inconsciente. A parte consciente, a que controlamos, é gerida pelo lado mais racional, normalmente fechada sobre si. É o resultado do natural processo cognitivo. Esta pode ser afetada por fatores externos e até próprio estado de espírito. A parte inconsciente, a que não dominamos e nem sequer conhecemos verdadeiramente, é a responsável pelo nosso lado mais infantil e primitivo de toda a associação de ideias. Juntas são nada mais nada menos que sistemas organizados, quase automáticos na forma e no lugar. Servem-nos para agilizar o processo que se quer tão lento quanto possível.
Lentidão é a palavra-chave. A rapidez perturba quase sempre a tomada de decisões. Por isso não é bem-vinda, apenas na execução. A lentidão é por isso benéfica, pois resulta frequentemente, em vários processos difusos que se acumulam na desordem. A confusão ou mudança de perspetiva é obrigatória. A partir destas haverá, naturalmente, um início, e com is…

Salinas Várzea da marinha


È com enorme prazer que colaboro com algumas empresas afim de dar a conhecer ao público em geral os seus produtos.

Esta mensagem visa única e exclusivamente a apresentação dos produtos da empresa.

Morada: Marinhas do sal
2040-133 Rio Maior
Portugal
Contacto: (+351) 243995180 ou 915517069
E-Mail : flordesal.marinhas@gmail.com
Facebook: VER AQUI

Produtos produzidos em Portugal, de excelente qualidade.

No distrito de Leiria,sita as Salinas Várzea da Marinha onde se produz dos melhores sais em Portugal.
Produção artesanal em ambiente natural, a água provem de uma nascente de água salgada denominada "Fonte Salina".

7x mais salgada que a do mar cerca de 220 gramas/litro de água.

Com isto se consegue mais brancura, maior brilho e menos teor de humidade,por conseguinte mais pureza.

Porque os pequenos pormenores fazem toda a diferença...

Em cada embalagem vem descrita uma pequena curiosidade que transcrevo abaixo.

"As marinhas dos sal e os Templários..."
"D.Afonso Henriques e seus cavaleiros na demanda da reconquista do território aos Mouros, veio apossar-se da região em consequencia do movimento militar que culmina com a tomada definitiva do castelo de Santarém.A apoiar o nosso primeiro Rei encontramos entre outros, a Ordem do Templo e os Hospitaliarios.Será após a conquista de Santarém que as nossas Salinas terao mudado de propriearios passando das mãos dos mulçumanos para mãos cristãs.Existem documentos datados de 1177,que tratam a venda de parte das salinas de Rio Maior e a quinta parte que Pero d´Aragão possui do poço aos templarios.A parte vendida aos templários confrontava com a albergaria do Rei, com outro particular D.Pardo e com outra ordem de Monges Guerreiros a Ordem do Hospital. A importância que o sal tem na vida económica ,ao longo dos tempos,leva a que seja um bem precioso e procurado.Não é por acaso que os Monges Militares como os Templários e Hospitalarios se preocupavam em produzir sal e outros bens."


Sal fino de mesa
Fotografia:Tiago Lopes; Copyright:Protect by the license Canon eos 500d

Flor de sal com especiarias
Fotografia:Tiago Lopes; Copyright:Protect by the license Canon eos 500d

Fresco,Intenso,picante.

Embalagem Flor de sal premium aspecto exterior
Fotografia:Tiago Lopes; Copyright:Protect by the license Canon eos 500d

Flor de sal premium
Fotografia:Tiago Lopes; Copyright:Protect by the license Canon eos 500d

Na última fotografia é impossível não reparar como a flor de sal ainda se conserva em lâminas, quer isso dizer que para além da pureza imaculada, sofreu muito pouco manuseamento após a recolha.


Nos próximos trabalhos a serem publicados neste espaço concerteza a flor de sal das salinas Varzea da Marinha farão parte da listagem de ingredientes a utilizar.

Salinas Várzea da Marinha esteve presente no evento nacional "Gastronomias Mediterrânicas"