COMIDA ESCRITA

Coração Ó tu que tens o coração nas mãos! Ouve os sinos enferrujados! Anunciam de lá as missas das atrocidades e dos sermões mal contados.  Tiranias cantadas e uns vinhos cuspidos atrás do altar das promessas. De palmadinha em palmadinha, vão entrando para ouvir - de coração - os missionários poderosíssimos, pioneiros na frívola sensação pacata de nada fazer. Basta sonhar,diz o padre do altar! Basta acreditar, diz o leigo defronte à Santa injustiça!  Não rezo e não entro. Faço e procuro. Abro o dicionário e vejo que "altar" rima com "pastar". Faz-se luz no meu cérebro! Deito-me e adormeço.  É isto um snack. Para comer de boca fechada.



A Cebolinha
Genialidade quente e amorosa na simplicidade nua e fria. Quanta magia no tempo do sóbrio acto! Quanta sobriedade na irrealista verdade absoluta de querer tudo e nada possuir! Quanta realidade na vida para lá do que está morto e enterrado! Quanta verdade renasce agora sobre o que se enterrou! Não há magia, sobriedade, realidade nem verd…

A internet e a cozinha




A web no formato a que estamos habituados tem as suas armadilhas!
Uso extremamente fácil, em qualquer dispositivo, seja ele televisão,telemóvel,tablet,entre outros, de fácil acesso mas não de fácil uso!
Necessitamos equilibrar a aprendizagem entre internet,livros,trabalho no terreno.
Com a massificação de blogs,grupos nas redes sociais,fóruns, há um crescente trocar de opiniões entre todos os profissionais da hotelaria e restauração,é óptimo, há um evoluir de conhecimentos;porém a meu ver desequilibrado.
Sou um novato nas lides da internet,apenas levo uns 6 anos,já cometi os meus erros,com eles aprendi! 
Existe um grupo muito engraçado no facebook, criado por profissionais de cozinha, uma excelente ideia, o intuito era promover a troca de ideias,partilha de conhecimentos, novas discussões. Sou membro deste grupo;em tempos foi um bom espaço de partilha, entre os seus membros incluem se profissionais de cozinha (uns começam outros já tem anos de experiência),jornalistas,bloggers, escritores,produtores,empresários. 
Existem publicações que poderiam ate servir para uma troca interessante de argumentos, mas ao fim do terceiro comentário já se fala de tudo menos do assunto principal.
A agressão verbal está presente em muitos dos comentários que por lá são escritos, cortar raízes antes destas nascerem será talvez a melhor antítese para descrever os factos.
Muito esmiuçado pela imprensa nacional é a clara falta de consciência no uso da internet,neste grupo talvez encontremos os exemplos perfeitos, isto é: quando algum chefe/empresário recebe um currículo, suponhamos de um cozinheiro, poderá consultar este grupo, provavelmente o encontrará e verá rapidamente o perfil da pessoa, pelo tipo de linguagem, etc. Pode tirar conclusões erradas, serão as primeiras.
Não quero com tudo isto criticar,contudo cada um é livre de fazer o que entender, alerta?talvez....
Esta na hora de repensarmos os modelos, eu deixo uma sugestão, criem os vossos próprios canais de comunicação,um blog por exemplo,dá muito mais trabalho que escrever uns comentários mal intencionados numa rede social, e agora a pergunta será lançada a vocês, qual será o melhor caminho para manter intacta a ética quando utilizamos a internet em prol da divulgação da cozinha nacional?