Avançar para o conteúdo principal

Pão com fermentação natural

Pré fermento:
1000 gr de farinha
1000 gr de água
300 gr de fermento natural VER AQUI

Massa final:
3000 gr farinha
1200 gr água
80 gr de sal VER AQUI
200 gr de azeite
5 gr de mel
2300 gr de pré fermento acima referido

Processo:

Realizar o pré fermento com 1000 gr de farinha, 1000 gr de água e 300 gr de levain.
Deixar á temperatura ambiente 12 horas.

Passadas as 12 horas, juntar a água á farinha , deixar hidratar 15 minutos. Depois, adicionar os restantes elementos.  Bater 5 minutos á velocidade 1 e mais 7 min á velocidade 2.

Deixar levedar 60 minutos a 25 graus. Findos os 60 minutos dar 3 voltas á massa. De seguida dar 3 voltas a cada 30 minutos. Com as voltas para alem de se incorporar mais ar na massa conferimos ainda mais elasticidade à massa ,é por isso, um processo fundamental.

Regra geral costumo usar hidratação superior, contudo esta base é mais fácil para quem dá os primeiros passos.



Italiana Nadia Santini eleita a melhor cozinheira do Mundo




Clique na imagem para ver o artigo completo

A chef italiana Nadia Santini, que dirige um restaurante com três estrelas Michelin, foi distinguida como a melhor cozinheira do Mundo pela revista britânica "Restaurant Magazine", que destaca a sua capacidade de "inovação, criatividade e determinação"
Nadia Santini não tinha qualquer experiência profissional na área quando começou a aprender a cozinhar com a avó do seu marido, no restaurante da família, Dal Pescatore (Mantova, Itália), em 1974. Vinte e dois anos mais tarde, conquistou três estrelas do guia Michelin, tornando-se a primeira mulher italiana a receber esta distinção.
O prémio, anunciado esta quarta-feira pela "Restaurant Magazine", é uma das distinções da lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, que será anunciada no final deste mês.
"Liderando a dinastia culinária da família Santini, a experiência de Nadia Santini permitiu levar o restaurante ao topo, mas os valores inculcados por Teresa Santini [avó do marido] sempre se mantiveram presentes. Nadia e a família descrevem a sua cozinha como cheia de caráter e encanto, amável, tranquila, e como uma viagem interminável de exploração e descoberta", descreve a publicação britânica, no anúncio do prémio.
A premiada afirmou-se "muito feliz e honrada por receber este importante reconhecimento", que dedicou inteiramente à sua família, que trabalha consigo no restaurante.
"O prémio Melhor Chef do Mundo Veuve Clicquot destaca o trabalho de uma chef excecional, cuja cozinha emociona até os críticos mais duros do mundo. O prémio inspira-se na vida e nas conquistas de Madame Clicquot, que revolucionou, há quase 200 anos, o papel das mulheres no mundo dos negócios [ligados ao champanhe]. A vencedora reflete os atributos de Madame Clicquot no que respeita à inovação, criatividade e determinação", destaca a publicação.

Fonte :JN.PT