#2º Dia CNC 2012


Um dos pratos apresentados por Chef Ricardo



   Olá a todos com muita pena minha escrevo hoje para relatar o ultimo dia do congresso nacional de cozinheiros e pasteleiros de portugal, farei durante este texto algumas reflexões sobre o que hoje foi apresentado como também acerca do congresso no geral.

   A abrir e muito bem Chefe Ricardo Efigénio, revelou ter muitos conhecimentos de causa, embora estivesse um pouco nervoso, digamos que esteve bem, apresentandoum video que expressava algumas das tecnicas mais utilizadas por terras do oriente.





   Logo de seguida um "tubarão" da gastronomia portuguesa entra em cena, estou a falar com todo respeito claro do chefe Nuno Diniz vinha acompanhado por Rui Sequeira, uma demonstração que não se limitou a explicar um prato ou dois, foi mais além pois explicou muito bem cada uma das raizes que trazia,eu próprio aprendi muito com esta apresentação, pois raízes é que coisa que nao percebo muito infelizmente, mas fiquei depois de tudo isto muito mais informado sobre estes pequenos produtos que raramente se utilizam nas cozinhas em Portugal.
Prato de raízes pelas mãos do chefe Nuno Dinis



   Passou também por pequenos debates,embora curtos (pois o tempo nao permitia muito mais) interessantes, alguns deles documentados de seguida nos videos.(videos estes que fiquei na duvida de publicar pois no inicio o Chefe disse me em jeito de brincadeira (julgo eu) desde que se tornou famoso quem o quisesse filmar tinha que pagar).


   O humor, boa disposição a descontracção,imperou de modo geral em todo o congresso, humor e também muita criatividade, não estivesse a falar de Chefe Alexandre Silva.


Chefe Alexandre Silva com Manuel Lino pelo que percebi Sub chefe 
Vitor de matos




















   Chefe este, que nos presenteou com uma maravilhosa apresentação de cozinha e video, excelentes que não necessitam muitos comentários(pois todos nós conhecemos o trabalho dele), pratos com muita técnica,boas ligações,cor,historia (filosofia),isto é, nada feito ao acaso, tal como na apresentação de Chefe Vitor Matos foi este um dos muitos adjectivos proferidos pelo chefe Luís Américo ao trabalho do anfitrião da demonstração  "nada é feito ao acaso, não se coloca uma flor somente pela sua beleza, ou porque ah e tal é bonito colocar flores", também ela singular e tecnicamente rica.
Para terminar ainda tempo para uma apresentação requintada do Chefe Ricardo Costa que se revelou muito evoluído tecnicamente,e que concerteza será uma afirmação internacional no futuro.

Enfim posto isto e o relatório a terminar, ainda aproveito para frisar a apresentação da Sra Fátima Moura que muito tem feito pela nossa gastronomia.

Este ano o tema como sabemos foi o peixe, um tema interessante, para além de podermos referir como o melhor peixe do mundo (qualidade) discutiu-se igualmente a vertente mais económica  ou seja, como o vendemos,o marketing,o mercado externo, como uma pessoa disse e muito bem por sinal " Utilizem peixe português muito bom, muito fresco,não tão nobre e a preço razoável, comprem no barato e vendam no restaurante  a um preço razoável aproveitem façam rios de dinheiro" ou seja tudo para combater aquele paradigma habitual do peixe barato associarmos de imediato a peixe congelado, pois quando me refiro a nós, não apenas nós cozinheiros e profissionais da área, refiro-me a todos os agentes intervenientes, e claro nem sempre é assim pegando num exemplo de um debate, é preferível termos uma cavala do melhor que existe a baixo custo, desde a sua captura até ao prato, bem cuidada,bem capturada, do que termos um
peixe dito nobre como é o caso do tamboril congelado, ao mesmo preço que a cavala,pois o tamboril ao preço da cavala fresca era um sonho,mas fica o conselho comprem tamboril congelado (peixe nobre) e comprem uma cavala fresca (peixe de pobre) e depois avaliem.

Quem falha neste meio?
Empresários?cozinheiros? formação? marketing?interesses económicos? políticos?


Resumindo, uma reunião com alguns profissionais que fazem parte do nosso país enquanto habitat do melhor peixe do mundo, mas claro que ainda existem muitos outros cozinheiros,chefes, empresários,produtores que embora não tenham marcado presença assumem um papel igualmente importante, a luta não é só minha, não é só do vizinho, dos profissionais que se reuniram no CNC, mas sim de todos......



Mais uma vez os meus aplausos a toda a equipa organizadora.
Cumprimentos a todos os profissionais que participaram no evento e em especial a alguns que tive o prazer de conhecer/rever, Arnaldo Azevedo (chef hotel teatro),Paulo Amado(director Edicoes do gosto), Virgilio Gomes(critico gastronómico e autor do livro "Transmontanices"),Francisco Gomes (Chefe pastelaria,Colonial),Rodrigo Menezes (24 Kitchen),Fabio Luz(Fortaleza do guincho) Nuno Diniz (Chefe de cozinha York house) Alvaro Costa (Chefe de cozinha) Paulo Vaz (director da EHTLamego)
Até para o ano...




" VIVA PORTUGAL!!!! " Chefe Cordeiro




Mensagens populares deste blogue

Fábio Quiraz

O que significa gourmet?

Tipos de Sal