COMIDA ESCRITA

Coração Ó tu que tens o coração nas mãos! Ouve os sinos enferrujados! Anunciam de lá as missas das atrocidades e dos sermões mal contados.  Tiranias cantadas e uns vinhos cuspidos atrás do altar das promessas. De palmadinha em palmadinha, vão entrando para ouvir - de coração - os missionários poderosíssimos, pioneiros na frívola sensação pacata de nada fazer. Basta sonhar,diz o padre do altar! Basta acreditar, diz o leigo defronte à Santa injustiça!  Não rezo e não entro. Faço e procuro. Abro o dicionário e vejo que "altar" rima com "pastar". Faz-se luz no meu cérebro! Deito-me e adormeço.  É isto um snack. Para comer de boca fechada.



A Cebolinha
Genialidade quente e amorosa na simplicidade nua e fria. Quanta magia no tempo do sóbrio acto! Quanta sobriedade na irrealista verdade absoluta de querer tudo e nada possuir! Quanta realidade na vida para lá do que está morto e enterrado! Quanta verdade renasce agora sobre o que se enterrou! Não há magia, sobriedade, realidade nem verd…

Morreu chef Santi Santamaria

Santamaria estava em Singapura para visitar um restaurante dirigido pela sua filha, não sendo ainda conhecidas as causas da morte.

O cozinheiro abriu o restaurante em 1981 e em 1994 conseguiu a terceira estrela do Guia Michelin, convertendo-se assim no primeiro cozinheiro catalão a obter esta distinção.

O corpo do cozinheiro foi trasladado para o Hospital Geral em Singapura, onde permanecerá até que seja transportado para Espanha.

Santamaria morreu às 20:30 locais (12:30 em Lisboa) e foi um dos trabalhadores do restaurante da filha que comunicou o óbito às autoridades locais e à Embaixada de Espanha.

Apesar de ainda se aguardarem os resultados da autópsia, os primeiros indícios apontam a uma morte por causas naturais.

Xavier Pellicer, chefe de cozinha de Can Fabes e braço direito de Santamaria, explicou já que a informação inicial aponta para que tenha tido "um ataque cardíaco". A notícia da morte do cozinheiro causou grande consternação entre os colegas em Espanha. 

O chef Juan Mari Arzak disse não ter palavras para comentar a morte de Santamaria,um "amigo de toda a vida" Arzak considerou que a morte de Santamaria "se perde um dos grandes da gastronomia espanhola"

Também o chefe Ramon Freixa mostrou a sua dor pela morte de Santamaria que classificou como "um dos grandes", responsável por grandes avanços na gastronomia espanhola.

"Temos muito que lhe agradecer", afirmou. 

A chef Carme Ruscalled também se somou ás declarações de dor pela morte de Santamaria,que recordou como "um exemplo para toda a sua geração" principais promotores da cozinha espanhola"  dentro e fora do país.

Uma enorme perda para nós,Cozinheiros......



Lusa