CRIATIVIDADE (IN)CONSCIENTE

Publicado originalmente no ETASTE
Surge de forma consciente ou inconsciente. A parte consciente, a que controlamos, é gerida pelo lado mais racional, normalmente fechada sobre si. É o resultado do natural processo cognitivo. Esta pode ser afetada por fatores externos e até próprio estado de espírito. A parte inconsciente, a que não dominamos e nem sequer conhecemos verdadeiramente, é a responsável pelo nosso lado mais infantil e primitivo de toda a associação de ideias. Juntas são nada mais nada menos que sistemas organizados, quase automáticos na forma e no lugar. Servem-nos para agilizar o processo que se quer tão lento quanto possível.
Lentidão é a palavra-chave. A rapidez perturba quase sempre a tomada de decisões. Por isso não é bem-vinda, apenas na execução. A lentidão é por isso benéfica, pois resulta frequentemente, em vários processos difusos que se acumulam na desordem. A confusão ou mudança de perspetiva é obrigatória. A partir destas haverá, naturalmente, um início, e com is…

Creme de ostras com crista de galo em vinho tinto

Crista de galo:
Cebola
Cenoura
Azeite 0.4%
Alho francês
Vinho tinto
Cristas de galo

Deixar puxar os 4 primeiros ingredientes refrescar com vinho tinto deixar levantar fervura e colocar as cristas durante aproximadamente 1 hora a estufar...

Creme de ostra:

Ostras
Xantana

Abrir as ostras e aproveitar a agua que contém dentro de cada uma e com essa agua espessar com xantana e temperar com sal pois irá ficar com o sabor todo a ostras e a mar pois será a finalidade um sabor intenso.

Funcho:

Caldo de aves
Sal fino
Açucar
Azeite
Bolbo de funcho

Colocar em saco de vácuo todos os ingredientes e deixar cozer por 2 horas a 82 Cº
Brasear ligeiramente em manteiga clarificada

Cogumelos trompeta negra:

Se se tratarem de cogumelos desidratados que será o mais provavel basta hidratá-los em água tépida durante 15 min. e saltear os mesmos em azeite ligeiramente aromatizado com tomilho.

Observação:
 Quanto a não ter muita cor/contraste é simplesmente por se tratar de um prato de outono,logo não poderá ter tanta cor como um prato primaveril.




CLIQUE PARA AMPLIAR