CRIATIVIDADE (IN)CONSCIENTE

Publicado originalmente no ETASTE
Surge de forma consciente ou inconsciente. A parte consciente, a que controlamos, é gerida pelo lado mais racional, normalmente fechada sobre si. É o resultado do natural processo cognitivo. Esta pode ser afetada por fatores externos e até próprio estado de espírito. A parte inconsciente, a que não dominamos e nem sequer conhecemos verdadeiramente, é a responsável pelo nosso lado mais infantil e primitivo de toda a associação de ideias. Juntas são nada mais nada menos que sistemas organizados, quase automáticos na forma e no lugar. Servem-nos para agilizar o processo que se quer tão lento quanto possível.
Lentidão é a palavra-chave. A rapidez perturba quase sempre a tomada de decisões. Por isso não é bem-vinda, apenas na execução. A lentidão é por isso benéfica, pois resulta frequentemente, em vários processos difusos que se acumulam na desordem. A confusão ou mudança de perspetiva é obrigatória. A partir destas haverá, naturalmente, um início, e com is…

Fausto Airoldi

CHEFE DO MÊS
Biografia:

Nome: Fausto Luigi Airoldi
Nacionalidade: Portuguesa
Data de nascimento: 18 de Julho de 1963
Naturalidade: Beira, Moçambique
Estado Civil: Solteiro
Formação académica: Formado em Catering Comercial e Industrial pelo Hotel-Escola Witwatersand Technikon em Joanesburgo, África do Sul

Experiência Profissional:
Actualmente: Fausto o máximo responsável pela área de restauração do recém-inaugurado Casino Lisboa, com destaque para o restaurante “gourmet” “Pragma”, onde Airoldi disponibiliza aos clientes a cozinha com a sua “impressão digital”, nomeadamente através de iversos menus de degustação (apenas ao jantar, de terça a sábado). Para além do “Pragma”, este espaço restaurativo da responsabilidade de Fausto Airoldi inclui o “Spot Lx” (“sushi”, tapas e petiscos portugueses em horário alargado) e o “Time-Out” (onde se disponibiliza serviço de “buffet”). E também desempenha o cargo de Presidente da associação dos cozinheiros profissionais de portugal.

2001 a 2006 - Chefe Executivo do Restaurante Bica do Sapato, em Lisboa

1999 a 2001 - Chefe Executivo do Grupo Regency Hotels & Resorts, com hotéis no Funchal e em Lisboa

1998 – Director do Restaurante H2O no Pavilhão dos Oceanos, em Lisboa

1996 a 1997 – Chefe Executivo do Hotel Quinta do Lago, do Grupo Orient Express

1993 a 1995 - Chefe de Cozinha e Sócio da Valeza, empresa que geria todo o Catering no Centro Cultural de Belém, no qual se destacava o Restaurante A COMMENDA, em Lisboa

1991 a 1992 – Chefe de Cozinha do Restaurante Bohémia, em Lisboa

1990 a 1991 – Chefe de Cozinha do Restaurante Gare Maritima, em Acântara, Lisboa

1988 a 1990 - Chefe de Cozinha do Restaurante Varanda, em Albufeira

1986 a 1989 - Chefe de Cozinha e sócio do Restaurante Como Sequeira, em Lisboa

1985 - Chefe de Cozinha no Taylor´s Coffee-Sop, em Sandton City

Presidente da Associação de Cozinheiros e Pasteleiros de Portugal (ACPP)

Director Europeu da Federação Mundial de Cozinheiros (WACS), com 70 países e 8 milhões de cozinheiros afiliados